Encontro Regional de Aposentados: educadores mobilizam-se para a luta contra o pacote do governo em Pelotas


Protagonistas de lutas históricas do CPERS, educadores(as) aposentados(as) dos núcleos de Pelotas, Camaquã e Bagé, afirmam, durante o Encontro Regional realizado nesta quarta-feira (30), que estão dispostos a fazer o enfrentamento necessário para impedir que o pacote do governo Eduardo Leite seja aprovado.

A disposição para a luta ganhou força após ouvirem as explicações da assessoria jurídica do CPERS, representada pelo advogado do escritório Buchabqui e Pinheiro Machado, Guido Vinícius Vieira da Costa.

Durante a apresentação sobre as consequências do projeto, ele esmiuçou o texto apresentado pelo Executivo, que pretende alterar o Plano de Carreira do Magistério, a Previdência e o Estatuto dos Servidores (Lei 10.098), e frisou os impactos aos aposentados. “As ações previstas pelo governo irão trazer um profundo arrocho salarial, retirar direitos e confiscar o dinheiro dos educadores aposentados que ganham menos. Aqueles que recebem a partir de um salário mínimo passarão a pagar alíquotas que chegam a 16,32% do salário”, alertou.

À frente do Departamento dos Aposentados do sindicato, a diretora Glaci Weber, conclamou a todos para fortalecerem a resistência contra mais este ataque do governo aos direitos da categoria. “Olhando para vocês, passa um filme em minha cabeça. Lembro de tantas batalhas e conquistas que só foram possíveis por causa da garra de cada um. Nós enfrentamos os anos de chumbo da ditadura militar e não será diante deste governo que nos curvaremos”, afirmou.

Glaci também lembrou ao público que conforme decisão da Assembleia Geral do CPERS, 72 horas após o governo protocolar os projetos na Assembleia, será deflagrada a greve. “Já estamos por todo o Estado mobilizando a categoria e conscientizando a comunidade escolar. Será um movimento forte, pois não permitiremos que arranquem nossos direitos”, frisou.

Na luta, com alegria

Durante o decorrer do dia, os educadores acompanharam uma série de palestras e atividades culturais realizadas na sede do Encontro, no Sindicato da Alimentação de Pelotas. O ponto alto foi a apresentação dos grupos que participaram do Desafio das Danças Folclóricas do Brasil, proposto pelo Departamento dos Aposentados aos 42 núcleos do sindicato.

O ritmo para cada núcleo foi definido através de sorteio. Bumba meu Boi, uma das danças mais tradicionais do folclore brasileiro, foi o estilo de dança definido para Pelotas.

Na apresentação dos três grupos participantes, ficou evidente o empenho dos integrantes para realizar a apresentação.

Após a avaliação dos jurados, foi classificado para a etapa estadual do Encontro dos Aposentados, que ocorre em abril de 2020, o grupo de Pelotas.

Os Encontros Regionais dos Aposentados seguem até 27 de novembro.

Notícias relacionadas