CPERS exige explicações da Seduc sobre o projeto Exército nas Escolas


O CPERS solicitou uma audiência com o secretário de educação, Ronald Krummenauer, para exigir explicações quanto ao projeto Exército nas Escolas, anunciado esta semana pela secretaria. A presidente do Sindicato, Helenir Aguiar Schürer, questiona o objetivo e o preparo pedagógico para implementar a proposta. “É uma grande irresponsabilidade divulgar o projeto sem antes discuti-lo com os educadores”, destaca.
O projeto prevê atividades das Forças Armadas para estudantes do Ensino Médio. A iniciativa lembra os tempos sombrios da ditadura militar (1964-1985), quando havia a disciplina “Educação, Moral e Cívica” e os feitos dos generais eram exaltados nas salas de aula.
A Seduc afirma que o projeto tem como propósito “contribuir para o fortalecimento de valores fundamentais para a formação da cidadania e o desenvolvimento dos alunos da rede pública estadual”.
“Estamos muito preocupados, quando vemos o Estado buscar militares e não professores para ensinar os alunos. Este projeto é um retrocesso e demonstra a irresponsabilidade do governo Sartori com a educação pública. Vamos exigir do secretário as devidas explicações”, afirma Helenir.

O que diz a Constituição sobre o papel do Exército
Artigo 142
As Forças Armadas, constituídas pela Marinha, pelo Exército e pela Aeronáutica, são instituições nacionais permanentes e regulares, organizadas com base na hierarquia e na disciplina, sob a autoridade suprema do Presidente da República, e destinam-se à defesa da pátria, à garantia dos poderes constitucionais e, por iniciativa de qualquer destes, da lei e da ordem.

Artigo 144
A segurança pública, dever do Estado, direito e responsabilidade de todos, é exercida para a preservação da ordem pública e da incolumidade das pessoas e do patrimônio, através dos seguintes órgãos:
I – polícia federal;
II – polícia rodoviária federal;
III – polícia ferroviária federal;
IV – polícias civis;
V – polícias militares e corpos de bombeiros militares.

Função da escola, conforma a Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional – LDB
Art. 2º. A educação, dever da família e do Estado, inspirada nos princípios de liberdade e nos ideais de solidariedade humana, tem por finalidade o pleno desenvolvimento do educando, seu preparo para o exercício da cidadania e sua qualificação para o trabalho.

 

 

 

Notícias relacionadas