CPERS e Movimento Surdo do RS reúnem-se com o secretário de educação, Vieira da Cunha


IMG_7262

Nesta sexta-feira, dia 18, a Direção Central do CPERS, juntamente com o Movimento Surdo do RS reuniram-se com o secretário de educação, Vieira da Cunha, às 10h, na Secretaria de Educação. Na ocasião, o Movimento Surdo do RS, com representações de diversas cidades do interior, entregou ao secretário uma pauta de reivindicações a qual previa: garantia de classes e escolas bilíngues para surdos, criação da Comissão Estadual de Educação Bilíngue para Surdos no RS, fim da enturmação sem critérios, concurso público para LIBRAS, entre outros.
Durante a reunião, a diretora da Escola Padre Réus,  de Esteio, Luciméia Gallkong, relatou que estão sendo fechadas várias classes  para surdos em todos os Estados. “O Rio Grande do Sul é referência em Educação para surdos. Por isso, trazemos essa pauta de reivindicações”, destacou.
Luciméia também acrescentou que é preciso fazer concurso e nomear novos professores com formação em LIBRAS para atender a demanda. A presidente do CPERS, Helenir Aguiar Schürer, completou a importância da nomeação de novos educadores. “Viu secretário, na pauta deles aparece as nomeações, por isso é tão importante as nossas reivindicações para a nomeação de novos professores e funcionários de escola. Nosso Estado precisa de mais profissionais”, observou.
Vieira comprometeu-se em criar uma comissão na próxima semana com representantes da Seduc para avaliar as reivindicações, demandas e necessidades que a educação para surdos está enfrentando.
O CPERS/Sindicato fará parte dessa comissão que visa contribuir para a qualidade da Educação para surdos do Rio Grande do Sul.

Notícias relacionadas