Os funcionários de escola têm contato com os estudantes tanto quanto os professores


A vacinação contra a gripe, iniciada hoje no Rio Grande do Sul, inclui os professores da rede pública estadual graças à luta que o CPERS fez em 2016 para que fossem incluídos no grupo de risco e recebessem a vacina gratuitamente. Porém, o governo não atendeu a outra solicitação do Sindicato, que exigia que os funcionários de escola também recebessem a vacina. O CPERS exige que eles sejam incluídos imediatamente no grupo de risco, visto que também têm contato com estudantes, da mesma forma que os professores.

 

Notícias relacionadas