Contra o racismo virtual, CPERS se solidariza ao professor Alan Alves Brito


O Coletivo Estadual de Igualdade Racial e Combate ao Racismo do CPERS se solidariza ao professor, Alan Alves Brito, em total apoio à diretriz da liberdade de cátedra.

Alan, educador e professor no Instituto de Física da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), desempenha também a importante função de coordenador do Núcleo de Estudos Africanos, Afro-brasileiros e Indígenas (NEABI) da Universidade. Sua recente entrevista à GZH, no dia 5 de janeiro, na qual discutiu temas relevantes como ciência, os desafios da física, fake news e racismo, deveria ser celebrada como um contributo valioso para o diálogo e a compreensão.

É com grande pesar que observamos a resposta negativa e preconceituosa que se seguiu à divulgação dessa entrevista nas redes sociais do veículo. Lamentavelmente, após a publicação da matéria, o professor vem sendo alvo de diversos comentários racistas.

Expressamos nossa solidariedade ao professor Alan e reafirmamos nosso compromisso em combater o racismo e promover a igualdade racial em todas as esferas da sociedade. Em tempos desafiadores, a defesa desses princípios torna-se crucial para garantir um ambiente educacional plural e respeitoso, onde a diversidade de ideias é valorizada.

Condenamos enfaticamente postagens, mensagens ou comentários que tenham como propósito ofender, coagir ou subalternizar qualquer pessoa. É absolutamente inaceitável que situações de discriminação e preconceito racial persistam. Por isso, enfatizamos a necessidade urgente de repudiá-las e combatê-las em nossa sociedade.

Acreditamos em um espaço plural e democrático, onde vicejam a pluralidade de ideias, o respeito e a tolerância para com visões de mundo e modos de ser que diferem entre si. Seguiremos firmes na defesa da vida, da igualdade e da luta contra o racismo e a injúria racial.

Notícias relacionadas