Frente dos Servidores Públicos cria Comando de Mobilização Estadual em defesa do IPE Saúde e pela revisão geral nos salários


Nesta terça-feira (2), a Frente dos Servidores Públicos do Rio Grande do Sul (FSP) reuniu-se na sede do Sindjus, em Porto Alegre, para debater estratégias de luta em defesa dos trabalhadores(as).

O cerne do debate foi o desumano projeto de Eduardo Leite (PSDB) de reestruturação do IPE Saúde, que poderá aprofundar, ainda mais, a pobreza das categorias, massacrando aqueles que recebem os menores salários e privilegiando os que mais ganham.

Além disso, foi debatida a Revisão Geral da inflação nos salários dos servidores(as) públicos. Diante das perdas salariais e a consequente corrosão do poder de compra do funcionalismo gaúcho, que acumula um endividamento crescente e perdas inflacionárias de quase 60%, as entidades exigem do governo a abertura de uma mesa de negociação, visando a salvaguardar, ao menos, os índices inflacionários nos vencimentos.

Entre os encaminhamentos, ficou definida a organização de um Comando de Mobilização Estadual da Frente dos Servidores Públicos do RS, e um calendário de lutas unificado, com um dia de paralisação, além de uma campanha massiva nas redes.

Participaram da reunião as seguintes entidades: CPERS, Ugeirm, Sindicaixa, Sintergs, Simpe, Fenamp, ASJ, Sindsepe, CEAPE, Sindispge, Afocefe, Aprojus, Sindppen, Fenajud, Sindjus, Sinama, Fessergs, Sindisama, SindTCE.

 

Notícias relacionadas