Frente de Servidores Públicos unifica ato em Pelotas na próxima terça-feira


Em reunião na tarde desta quinta-feira (28), a Frente de Servidores Públicos (FSP) deliberou pela realização de novas atividades conjuntas entre servidores(as) estaduais, federais e municipais, e fez um balanço do último ato unificado realizado no dia 26 de novembro.


Entre as deliberações, consta a unificação do ato estadual já marcado pelo CPERS no dia 3 de dezembro, na terra do governador. A mobilização terá início às 13h30, em frente ao Mercado Público da cidade.

Os presentes consideraram que o ato do dia 26 representou um marco histórico na luta por direitos, valorização das categorias e serviços públicos de qualidade. O dia também marcou a adesão de diversas categorias à greve. Sintergs, Sindsep, Afagro, Assagra, Agefa, Sindcaixa, Seasop e Apog se somaram à mobilização.


O calendário de ações foi definido conjuntamente entre as entidades que compõem a frente e prometem movimentar o Estado. Quem já está em greve promete manter e várias entidades que ainda não declararam paralisação, planejam aderir ao movimento nas próximas semanas.

Calendário de ações: 

02/12 – Seminário Temático na sala 102 da FACED

03/12 – Ato Público unificado em Pelotas

04/12 – Tribuna Livre na Câmara Municipal de Vereadores de Porto Alegre e mutirão de doação de sangue no Hemocentro Municipal de Porto Alegre para reabastecer o estoque durante o período da greve dos servidores da instituição

10/12 – Participação no Ato da Polícia Civil em Porto Alegre 

Durante o encontro a presidente do CPERS, Helenir Aguiar Schürer, fez um balanço das últimas ações da frente e se diz confiante para barrar o pacote de maldades do governo que atingirá o funcionalismo público estadual como um todo. 

“Me alegra ver que não estamos sozinhos nessa luta. Essa frente está realizando um trabalho de conscientização, nossas mobilizações não são mais só por nossos salários, são pela educação e pelo serviço público estadual, a luta agora é de todos”, enfatizou Helenir. 

Além dos projetos de Eduardo Leite, o grupo se mobiliza contra as medidas trabalhistas de Bolsonaro no país e o avanço das políticas neoliberais no município, tendo o prefeito Marchezan como representante mais notório. 

O encontro de hoje ainda contou com a participação de entidades estudantis que reforçaram seu apoio a causa dos servidores gaúchos e participação nas ações futuras.

Integram a Frente de Servidores Públicos (RS): ADUFRGS, AFAGRO, AFOCEFE-Sindicato, ANDES-SN, ANDES/UFRGS ASSAGRA, ASSUFRGS, ASSERLEGIS, CEAPE-Sindicato, CGTB, CPERS, CTB/RS, CUT/RS, FETRAFI, INTERSINDICAL, PÚBLICA, SEASOP, SEMAPI, SENERGISUL, SIMPA, SIMPE-RS, SINASEFE, SINDIÁGUA, SINDICAIXA, SINDISPGE/RS, SINDJUS/RS, SINDPERS, SINDSEPE/RS, SINDISERF/RS SINPRO/RS, SINTERGS, SINTRAJUFE-RS e UGEIRM

Notícias relacionadas