Escolas da região de Santa Cruz do Sul participam da etapa regional da 5ª Mostra Pedagógica do CPERS  


“Escola livre, educação presente”, esse é o tema da 5ª Mostra Pedagógica do CPERS, que está percorrendo os 42 Núcleos do Sindicato. Nesta quinta-feira (5), a atividade ocorreu no 18º Núcleo (Santa Cruz do Sul), no ginásio da EEEM Estado de Goiás, localizada no município, com a participação de 13 projetos de seis escolas da região.

Sustentabilidade, meio-ambiente, cultura indígena, literatura e educação financeira foram alguns dos assuntos abordados nos projetos que destacam a dedicação e o comprometimento dos estudantes e educadores(as). Os trabalhos selecionados participarão da etapa estadual, que ocorre em dezembro, em Porto Alegre.

A diretora do CPERS, Sandra Régio, saudou os educadores(as) e estudantes presentes e apontou a importância da atividade: “Quero fazer uma saudação especial para vocês, estudantes, que encantam essa Mostra e vem evidenciar que a escola pública tem valor e que está nas nossas mãos. Como dizia Paulo Freire: “A educação não existe sem amor”, e se hoje estamos todos aqui é porque existe amor e desejo de crescer”, afirmou.

A diretora do Sindicato, Juçara Borges, frisou que o CPERS defende uma educação pública e de qualidade para todos(as), por ser um direito da população.

“Quando esta direção central assumiu, a diretora Rosane Zan, que é da Comissão de Educação do CPERS, essa mostra foi idealizada, porque nós, como sindicato, mostramos as mazelas da escola pública, mas a Mostra tem o objetivo de evidenciar para a sociedade que a escola pública tem trabalhos excelentes, que a qualidade de ensino que os professores passam para os seus alunos é muitas vezes superior às escolas particulares”, destacou.

Qualidade da escola pública é demonstrada nos trabalhos de excelência

Ao longo de toda a manhã, os trabalhos inscritos foram avaliados pelos olhos e ouvidos atentos da Comissão Julgadora, formada pelas educadoras Iara Bonfante, Julia Rejane de Souza e Ana Maria Rezende Alves.

Mais uma vez, a excelência da escola pública foi comprovada com os excelentes projetos apresentados, confira alguns exemplos abaixo.

A professora Veridiane Silveira, da EEEF Professor José Wilke, que levou para a Mostra o projeto “Horta Suspensa”, destacou a importância do encontro para os professores(as) e estudantes.

“É muito importante estarmos participando da Mostra do CPERS, porque é tão difícil podermos nos reunir para mostrar todos os trabalhos que fazemos em sala de aula. Mesmo com todas as dificuldades que temos para exercer essa profissão, a mostra nos possibilita poder destacar para os alunos o lado bom da educação pública. E eles estão amando participar”, observou.

O estudante David Silva, que participa do projeto com a professora Veridiane, ressaltou o maior objetivo do trabalho.

“O nosso projeto traz para as pessoas a possibilidade de fazer uma horta em seus apartamentos. A maioria das coisas compramos no mercado, frutas e legumes com agrotóxicos, então é melhor plantar, porque não precisa de agrotóxicos”, apontou.

Sandra Berlit, é orientadora do projeto “Guarda-chuva Literário”, da EEEF Professor José Wilke e falou sobre a importância do projeto para o aprendizado e evolução dos estudantes.

“Através do projeto os alunos começaram a ter mais interesse, começaram a ver que as poesias tinham muitas figuras de linguagem e começaram a ficar mais curiosos. Viram a importância de ler e começaram a focar mais na leitura. É a partir daí que tudo inicia, que os alunos começam a evoluir, a capacidade cognitiva deles aumenta, as questões da imaginação e vocabulário também. Quando eles começam a gostar da leitura, tudo flui. Esse projeto é de grande valia para a nossa escola”, declarou.

A professora Maiara Kovalczuk, da EEEM Willy Carlos Frohlich, orientadora do projeto “Pão Valente”, explica a proposta: “Eu e a minha aluna do Técnico em Nutrição, desenvolvemos uma empresa que se chama “Pão Valente”, ou o Pãozinho do Pole, como é chamado na escola. Produzimos pão sem glúten e lactose com uma fibra alimentar chamada Psyllium. Criamos a mini empresa e fazemos a venda desses pães. Eu acho muito importante ela participar dessas feiras e incentivar principalmente o empreendedorismo”, salientou a docente.

Pelo 18º Núcleo (Santa Cruz do Sul), participaram da atividade a diretora-geral, Cira Maria Gassen Kaufmann e a representante 1/1000, Miriam Neumann, que também é diretora da escola onde o encontro foi realizado.

>> Confira os projetos selecionados para a etapa estadual:

Categoria: Séries Iniciais Ensino Fundamental
Projeto: Educação Financeira
EEEF Professor José Wilke

Categoria: Séries Finais Ensino Fundamental
Projeto: Desconstruindo ConsCIÊNCIA
EEEF Felippe Jacobs

Categoria: Ensino Médio
Projeto: Histórias Pretas
EEEM Nossa Senhora da Esperança

Categoria: Ensino Profissional
Projeto: Pão Valente
EEEM Willy Carlos Frohlich

Etapas Regional e Estadual

Os 42 núcleos do CPERS realizarão mostras regionais até novembro e os educadores(as) devem se inscrever com até cinco dias de antecedência ao evento na sua região. Os projetos e trabalhos mais significativos terão lugar na etapa estadual da Mostra. As experiências selecionadas também serão compiladas em uma publicação especial.

️ INFORMAÇÕES IMPORTANTES:

1) Somente sócios(as) do CPERS terão suas inscrições validadas para a Mostra Pedagógica;
2) Os anexos (como documentos, trabalhos por escrito ou em PowerPoint, fotos e vídeos) devem ser enviados para o e-mail [email protected];
3) As inscrições podem ser realizadas com até 5 (CINCO) dias de antecedência à Mostra Regional do seu núcleo. Clique aqui para conferir o cronograma das etapas regionais da Mostra;
4) Clique aqui para acessar o regulamento completo da Mostra Pedagógica;
5) Se tiver dificuldades no preenchimento do formulário ou outras dúvidas, entre em contato pelo e-mail [email protected] ou pelo fone (51) 3254.6000.

Notícias relacionadas