Em reunião, CPERS cobra esclarecimentos sobre o fechamento de agências e ampliação e qualificação do atendimento digital


Para cobrar esclarecimentos sobre o fechamento de agências e escritórios do IPE Saúde vinculados ao IPE Prev no interior do Estado e a necessidade de ampliação e qualificação do atendimento digital, dirigentes do CPERS e conselheiros do IPE reuniram-se com o presidente do instituto, Júlio César Viero Ruivo, e demais representantes nesta quarta-feira (25).

As agências do interior atendiam de forma conjunta às demandas do antigo IPERGS que, com o projeto de desmonte iniciado no Governo Sartori, foi separado em duas autarquias distintas: IPE Saúde e IPE Prev. A administração das agências remanescentes passou a ser responsabilidade do IPE Prev.

Desde o início da pandemia, o atendimento presencial foi suspenso em todas as unidades e as solicitações passaram a ser realizadas pelo Atendimento Digital. Mas, muitos usuários tiveram dificuldades de acesso a estes serviços.

“Estamos estabelecendo um diálogo para buscar soluções conjuntas e garantir um atendimento de qualidade pelo IPE Saúde aos nossos sócios do interior do Rio Grande do Sul. O atendimento presencial é insubstituível, mas é necessário ampliar o número de agentes para o atendimento digital”, afirmou a presidente do CPERS, Helenir Aguiar Schürer.

De acordo com o presidente da entidade, Júlio César Viero Ruivo, após o fechamento de agências do interior, o IPE Saúde criou o Projeto Facilitadores para auxiliar a capacitação, suporte e acompanhamento dos segurados. O Projeto prevê parcerias com agências Tudo Fácil e prefeituras para aqueles que têm dificuldades com questões digitais sejam atendidos.

“Criamos o Projeto Facilitadores para garantir que usuários de diferentes municípios tenham pontos de atendimento para auxílio no encaminhamento de demandas do IPE-Saúde”, destacou. Bagé foi o primeiro município a oficializar a parceria junto à entidade.

Para o diretor de Relacionamento com Segurados, Paulo Ricardo Gnoatto, com a pandemia, o IPE Saúde se desafiou a disponibilizar o máximo de funcionalidades no site, que foram se aperfeiçoando com o treinamento de funcionários: “Hoje, temos mais de 100 mil atendimentos pelo site e 300 por dia pelo telefone; queremos dobrar esse número”, afirmou.

Além disso, o IPE Saúde integra o projeto de expansão do Tudo Fácil, implementado pelo governo, que prevê instalações nos municípios de Pelotas, Passo Fundo, Rio Grande, Caxias do Sul, Santa Maria e Santa Cruz. Mas apenas a unidade de Lajeado tem previsão de iniciar operações em novembro.

Também estavam presentes na reunião o 2º vice-presidente do CPERS e conselheiro do IPE Prev, Edson Garcia, a diretora do Sindicato e conselheira do IPE Saúde, Vera Lesses, o diretor Cássio Ritter, o conselheiro do IPE Saúde, Antonio Andreazza, e o Chefe de Gabinete do Instituto, Rafael Amaral.

Leia também:

>> IPE Saúde atualiza Cartilha do Segurado; acesse aqui

Notícias relacionadas