Educadores de Porto Alegre que tiveram TRI restrito devem contatar núcleos 38 e 39


O primeiro decreto da gestão Sebastião Melo, novo prefeito de Porto Alegre, além de flexibilizar regras para comércio, serviços e cultos religiosos, também atrapalhou a vida dos educadores(as) estaduais que atuam na capital. 

Na decisão, publicada no dia 5 de janeiro de 2021, idosos e estudantes tiveram o cartão TRI bloqueado nos horários de pico em Porto Alegre. 

Entre 6h e 9h e das 16h às 19h, estes grupos não podem usar o cartão TRI nos ônibus. O bloqueio ocorre por tempo indeterminado e tem como intenção diminuir a circulação de pessoas nos horários de maior movimento.

Visto que as escolas estaduais ainda não encerraram o ano letivo, diversos professores(as) e funcionários(as) estão com dificuldades para chegar as escolas e retornar para suas casas após os plantões. 

Atendendo ao pedido de diversos associados, o CPERS encaminhou junto à EPTC um pedido para que os cartões dos educadores sejam liberados.

Em resposta, o órgão informou que para dar seguimento a solicitação, é necessário envio de uma planilha com todos os nomes dos professores e funcionários que necessitam dessa liberação.

Os núcleos 38 e 39, que atendem as regiões de Porto Alegre, estão realizando o levantamento. Se você foi prejudicado com esta medida, confira abaixo como contatar o seu núcleo:

38° Núcleo – Porto Alegre Zona Norte

WhatsApp – (51) 99702 1369

39° Núcleo – Porto Alegre Zona Sul

WhatsApp – (51) 99258 7780

Notícias relacionadas