CPERS pressiona pelo pagamento da insalubridade para funcionários de escola que ainda aguardam a publicação


Na tarde da última segunda-feira (11), a diretora do Departamento de Funcionárias(os) de Escola do CPERS, Juçara Borges, se reuniu com o subsecretário de Planejamento e Gestão Organizacional da Seduc, Diego Ferrugem, para tratar sobre o pagamento da insalubridade para agentes educacionais nomeadas(os) do Nível F9.

Essas servidoras(es) já tiveram o direito à gratificação reconhecido, mas ainda aguardavam a liberação do Departamento de Perícia Médica e Saúde do Trabalhador (DMEST), que alegava ser necessária uma vistoria nas escolas para a comprovação do benefício. Durante a reunião, o representante da Seduc garantiu que a situação estará resolvida até, no máximo, o fim do mês de abril.

O Nível F9 corresponde às funcionárias(os) que ficaram de fora do plano de carreira e, após pressão do CPERS, passaram para o atual quadro das(os) funcionárias(os) de escola. 

“Seguimos firmes pressionando para que nossos colegas funcionários recebam o adicional o mais rápido possível”, asseverou Juçara.

Para além da questão dos F9, o CPERS segue pressionando pela publicação da gratificação às agentes contratadas(os), que também aguardam o pagamento. Segundo a secretaria, será feito um mutirão para a rápida homologação no Diário Oficial. 

Além desta questão, a diretora do Sindicato também denunciou a falta de funcionárias(os) nas escolas estaduais. Há quase um mês do início do ano letivo, diversas escolas, principalmente as que estão passando para o tempo integral, sofrem com a falta de servidoras(es) para dar conta das demandas diárias. 

Luta pela periculosidade

Além da luta pela insalubridade, o CPERS também segue na batalha pela concessão da gratificação de periculosidade para agentes educacionais que atuam nos presídios do Rio Grande do Sul. Estas(es) profissionais prestam um serviço essencial para a sociedade, mas padecem com a falta de condições para exercer o seu trabalho. Seguiremos pressionando até que este merecido reconhecimento seja garantido! 

Notícias relacionadas