• Home  /
  • destaque   /
  • Trabalhadores e trabalhadores em todo o Brasil saem às ruas para dizer NÃO à Reforma da Previdência

Trabalhadores e trabalhadores em todo o Brasil saem às ruas para dizer NÃO à Reforma da Previdência

A manhã desta segunda-feira (19), nasceu diferente em todo o país, trabalhadores e trabalhadoras saíram às ruas no Dia de luta contra a Reforma da Previdência. Os atos e mobilizações vão ocorrer durante todo o dia em diversas cidades do Brasil.
O dia de mobilizações, greves e protestos tem o objetivo de pressionar o Congresso a cancelar e arquivar definitivamente a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 287, que trata da reforma da Previdência. A decretação de intervenção federal na segurança pública do Rio de Janeiro pelo governo de Michel Temer, na sexta–feira (16), levou à suspensão da votação da matéria pela Câmara, prevista para ser iniciada nesta terça (20). Essa foi mais uma manobra de Temer para não votar, já que não tem os votos necessários para a aprovação da PEC.
Na capital dos gaúchos, às 5h da manhã, centrais sindicais, movimentos sociais e sindicatos protestaram no Aeroporto Salgado Filho.  Logo após, às 7h realizaram concentração na Rodoviária, por voltas das 8h20 partiram em caminhada até a agência do INSS na capital.
Durante o ato diversos representantes das centrais sindicais expuseram total repudio a Reforma da Previdência do presidente ilegítimo Michel Temer. A reforma, que Temer garante que retira privilégios de quem ganha muito, na verdade só retira direitos dos trabalhadores que terão que trabalhar até morrer se a proposta for aprovada.
A presidente do CPERS, Helenir Aguiar Schürer ressaltou a importância da população ficar atenta aos deputados que são a favor da reforma para que este ano esses não sejam reeleitos. “Chamamos a atenção para que o povo perceba que ano passado a Globo e RBS chamavam para a rua contra a corrupção. Agora esses mesmos veículos não chamam para a rua, para derrubar Michel Temer. Isso deixa muito claro, a Globo fez parte do golpe para entregar o Brasil para esses golpistas para retirar o direito dos trabalhadores. Temos que estar atentos, em quem votar pela Reforma da Previdência, para não deixarmos que voltem a Brasília neste ano”, concluiu.
Logo mais, por volta das 18h, na Esquina Democrática haverá mais um ato com a entrega de panfletos para a população gaúcha.

Núcleos do CPERS realizam atos
Em diversas cidades do Estado educadoras e educadores saíram às ruas com outros trabalhadores para protestarem contra a Reforma da Previdência. As mobilizações ocorreram de diversas formas, através de atos, caminhadas, conversas com a população, tendas na praça.


Porto Alegre


Ijuí


Pelotas


Santa Cruz do Sul


Vacaria e Lagoa Vermelha


Vacaria e Lagoa Vermelha


Rio Grande

Deixe seu comentário