• Home  /
  • destaque   /
  • Plenárias sobre consequências das Terceirizações informam e mobilizam a categoria pelo Estado

Plenárias sobre consequências das Terceirizações informam e mobilizam a categoria pelo Estado

Nesta sexta-feira (13), o CPERS realizou as Plenárias sobre as consequências das Terceirizações no serviço público, nos Núcleos de Erechim, Guaporé, Camaquã e Osório.
A atividade que tem como objetivo de preparar os educadores para o enfrentamento ao governo Sartori contra as terceirizações, já informou e mobilizou milhares de professores e funcionários de escola. Na estrada desde o dia 27 de março, a iniciativa já passou por 25 Núcleos do Sindicato.
Durante os debates, a presidente do CPERS, Helenir Aguiar Schürer, a vice-presidente, Solange Carvalho, a secretária-geral, Candida Beatriz Rossetto e os diretores Valdete Moreira, Sônia Solange dos Santos Viana, Vera Maria Lessês e Enio Manica  expuseram as ameaças do governo Sartori (MDB) em terceirizar os serviços dos funcionários de escola.
Os advogados da assessoria jurídica do Sindicato, representada pelos advogados do escritório Buchabqui e Pinheiro Machado, detalharam estudos jurídicos sobre o assunto ressaltando a precarização dos serviços nas escolas, caso a terceirização seja implementada nas instituições públicas do RS.
A presidente do CPERS, Helenir Aguiar Schürer, destacou a importância do debate para esclarecer, informar e preparar os educadores e educadoras para mais este ataque contra os direitos da categoria. “O governo Sartori mente e ataca constantemente nossa categoria. A terceirização nas escolas é mais um ataque aos nossos direitos e ao direito de nossos estudantes em ter um educação pública de qualidade. Não permitiremos e resistiremos”, afirmou.
Nesta terça-feira (17), as Plenárias estarão nos Núcleos de Santa Maria, Santiago Montenegro e Ijuí.


Osório


Osório


Guaporé


Guaporé


Erechim


Erechim

Camaquã

Deixe seu comentário

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.