• Home  /
  • destaque   /
  • Plenária do IPE contemplou os 42 núcleos do CPERS em 8 roteiros

Plenária do IPE contemplou os 42 núcleos do CPERS em 8 roteiros

Nesta quinta-feira (14), as Plenárias sobre o IPE, organizadas pelo CPERS, encerrou os debates levando a iniciativa para o 24º Núcleo – Pelotas. A atividade passou por oito Núcleos sedes do Sindicato: São Luiz Gonzaga, Três de Maio, Passo Fundo, Bento Gonçalves, Porto Alegre (38º e 39º), Alegrete, Cachoeira do Sul e Pelotas, contemplando os 42 Núcleos da entidade. 
As plenárias contaram com a participação de milhares de professores (as) e funcionários (as) de escola que tiveram informações importantes sobre os cinco projetos da reestruturação do IPE, propostos pelo governo Sartori (PMDB), através do PLC 206, PLC 207  PL 211 e PL 212, que tramitam na Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul.  
A assessoria jurídica do CPERS, juntamente com representantes do Sindicato no Conselho Deliberativo do IPE, da Direção Central,  da direções dos núcleos e o presidente do Conselho Deliberativo do IPE, Luis Fernando Alves da Silva, fizeram o debate com a categoria sobre as consequências para os educadores e demais servidores, caso os projetos forem aprovados. 
Nos encontros, os educadores tiveram uma participação massiva e saíram com a responsabilidade de multiplicarem as informações destacando a importância da luta pelo IPE público e de qualidade.
A diretora e também representante do CPERS no Conselho Deliberativo do IPE, Vera Maria Lessês, avalia que nas oito plenárias a categoria teve uma boa representatividade e participação. “Fizemos importantes intervenções a respeito das principais mudanças propostas pelo governo que virão para contribuir com o desmonte do nosso sistema de saúde. E o mais importante conseguirmos, juntos, mostrar a importância dessa luta nesse momento”, ressaltou. 
Em todos os encontros, os educadores e educadoras receberam a cartilha “SOS IPE – Quais as principais intenções por trás do plano de divisão do IPE Público”, produzida pelo CPERS, que aborda os projetos que atacam os direitos do funcionalismo público. A cartilha também está disponibilizada no site do Sindicato e nos 42 Núcleos do CPERS.

Plenária do IPE em Pelotas
Em Pelotas, o encontro ocorreu ás 14h, no Sindicato da Alimentação, onde professores e funcionários de escola de Rio Grande, Bagé e Camaquã também participarão da atividade.
Durante a atividade, o advogado Marcelo Fagundes explanou sobre as sérias mudanças que os projetos propostos pelo o governo Sartori (PMDB) trazem para os segurados e seus dependentes. Fagundes também falou sobre o ajuste fiscal que o governo tenta impor aos gaúchos. O PLC 249, que visa autorizar o Rio Grande do Sul a aderir ao Regime de recuperação Fiscal – RRF, que tramita na Assembleia Legislativa.
A presidente do CPERS, Helenir Aguiar Schürer, ressaltou a importância da unidade da categoria para barrar os projetos que devem ir à votação na Assembleia Legislativa a qualquer momento. “Nossa greve acabou, mas a luta não. Continuamos lutando contra os ataques do governo Sartori. A qualquer momento esses projetos poderão ir à votação, temos que estar atentos, resistindo e lutando pelos nossos direitos e mais do que nunca pelo nosso IPE”, concluiu.

Deixe seu comentário