• Home  /
  • destaque   /
  • Nota de repúdio às declarações do jornalista Raul Petry de Ivoti

Nota de repúdio às declarações do jornalista Raul Petry de Ivoti

Nesta quinta-feira, dia 09, o jornalista Raul Petry do Jornal O Diário de Ivoti em sua coluna atacou de forma desrespeitosa os educadores estaduais por deflagrarem Greve Nacional Unificada, a partir do dia 15 de março, em Assembleia Geral no Gigantinho.

É preocupante que um profissional da comunicação não realize um trabalho investigativo, colhendo dados de todas as partes envolvidas, antes de chegar a conclusões que considera definitivas.

Se, Raul Petry, tivesse exercido com responsabilidade a sua profissão, teria constatado, que os próprios dados da Secretaria da Fazenda mostram que no ano de 2015 as renúncias fiscais, somando desonerações, perdas do ICMS com exportações e a Lei Kandir, foi de 16,4 bilhões de reais; que o Estado, em 2016, deixou de arrecadar 16 bilhões (7 bilhões com a sonegação de impostos e 9 bilhões com incentivos fiscais); que, também em 2016, o ICMS cresceu 11,23% somando um total de 30,11 bilhões, que representa um acréscimo de 3 bilhões em relação a 2015; que o governo Sartori, no quadro comparativo 2014 – 2016, deixou de investir 110 milhões de reais na educação, representando uma redução de 63,6%; que no mesmo período 4.362 educadores deixaram de trabalhar na educação pública, sem contar os que se aposentaram, os que tiveram seus contratos reincididos sem ser substituídos e os que faleceram.

Todos esses dados mostram, com muita clareza, que a crise financeira do Estado tem suas causas, não no excesso das despesas, e sim nas políticas adotadas pelo governo Sartori em relação à receita.

Isto tudo, mostra que o CPERS/Sindicato não é irresponsável, quando na sua luta por recursos necessários para a realização de uma educação pública de qualidade, inclui a valorização profissional que é o objetivo do estabelecimento do Piso Salarial Nacional, no qual de 2015 à 2017 já tem uma defasagem, com os reajustes não aplicados, de 82,42%.

Queremos lembrar ao senhor Raul Petry, que ele só é jornalista hoje em dia, graças aos professores que passaram por sua vida. Assim, como tantos outros profissionais, como médicos, advogados, administradores etc. E ainda, que esses professores que estão aposentados que o senhor se refere, foram alguns deles que fizeram com que o senhor se tornasse jornalista, mesmo que seja para falar mal deles hoje em dia.

O CPERS/Sindicato repudia a postura  do jornalista Raul Petry, e não admite o desrespeito com os nossos educadores e educadoras que lutam bravamente para garantir que os filhos e netos, inclusive do senhor jornalista, tenham uma educação pública de qualidade.

Notícias Relacionadas

Deixe seu comentário

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.