• Home  /
  • destaque   /
  • Moção de apoio a educadores de Alegrete acusados injustamente de fazer apologia política

Moção de apoio a educadores de Alegrete acusados injustamente de fazer apologia política

O CPERS vem a público manifestar seu apoio a dois educadores do 19° Núcleo – Alegrete acusados injustamente de defender, na época, um dos candidatos à presidência em sala de aula e através de pichação na cidade. Apesar de defenderem-se expondo a realidade dos fatos, ambos foram expostos de forma vexatória na cidade, através dos meios de comunicação local e das redes sociais. Não mencionaremos seus nomes para preservá-los.

“Eu fui humilhada e criticada por muitas pessoas, sem falar que envolveram coisas até da minha vida pessoal em toda essa confusão. Fiquei conhecida como a professora adesivadora de alunos”, relata a professora.

“Eu fui levado para dar depoimento. Mas disseram que a polícia civil reteve o carro por meio de um Termo Condicionado, emitido pelo delegado”, afirma o educador, que acabou ficando conhecido na cidade como “o professor pichador” devido a exposição de seu nome em jornais da cidade.

Não é possível admitir que além de toda a situação de miserabilidade e sofrimento emocional, impostos pelo atual governo, os professores sejam acusados de inverdades e submetidos a julgamentos e censura.

O CPERS solidariza-se e presta seu total apoio aos dois educadores. O Sindicato continuará acompanhando o desenrolar dos fatos.

Não podemos admitir esse tipo de perseguição e censura aos professores!

Deixe seu comentário