• Home  /
  • destaque   /
  • Manifesto da CNTE e seus Sindicatos filiados aos Pais e Mães dos Estudantes da Educação Básica Pública Brasileira por ocasião da Greve Geral

Manifesto da CNTE e seus Sindicatos filiados aos Pais e Mães dos Estudantes da Educação Básica Pública Brasileira por ocasião da Greve Geral

Senhores Pais, Senhoras Mães ou Responsáveis,

A Direção Nacional da CNTE, em conjunto com as direções de suas entidades filiadas, vem a público pedir apoio de pais e mães dos estudantes à GREVE GERAL NACIONAL DA EDUCAÇÃO, que se inicia neste dia 15 de março em todo o Brasil.

Embora se trate de uma greve da educação, a pauta reivindicada, CONTRA A REFORMA DA PREVIDÊNCIA, é uma pauta que interessa a todos/as, especialmente aos/as professores/as, às mulheres e aos trabalhadores/as rurais que sofrerão um duro impacto com as medidas que, se aprovadas, trarão grandes prejuízos à população mais carente.

Veja os impactos da chamada PEC da Morte:
1. Restrição ao Benefício de Prestação Continuada (BPC) aos idosos e deficientes;
2. Desmonte do Serviço Social do INSS (vai impedir idosos e deficientes se aposentarem);
3. Incentivo à Previdência Privada (o mesmo que aconteceu com os Planos de Saúde);
4. Fim da aposentadoria por tempo de contribuição: Homens e Mulheres irão se aposentar somente com 65 anos;
5. Alteração e Redução (de até 50%) para pensões e aposentadorias;
6. Para alguém se aposentar com o valor do seu último salário, terá que contribuir por 49 anos e teria que trabalhar desde os 16 anos de idade sem ficar desempregado;
7. Proibição do acúmulo de benefícios como pensões e aposentadorias;
8. Aumentam as exigências para uma pessoa inválida aposentar ou receber auxílio doença;
9. Desvinculação do piso previdenciário do Salário Mínimo (vai achatar o valor dos benefícios).
10. Fim da APOSENTADORIA ESPECIAL PARA PROFESSOR;
11. Aumento da expectativa de vida elevará em um ano a idade mínima para se aposentar que será mais de 65 anos;
12. Aumento da alíquota de contribuição de 11% para no mínimo 14% de desconto e Fim do Abono Previdenciário;
13. Regra de Transição para todos (também para professores) com pedágio de 50% sobre o tempo que falta com redução de salário;
14. Fim da Carência Diferenciada para o trabalhador de baixa renda e donas de casa e aumento das exigências para os/as trabalhadores/as rurais;
15. Aumento para 70 anos da idade para gozo do benefício assistencial do idoso, entre outros.

Diante da proposta de reforma da previdência, será o fim do direito à aposentadoria para os trabalhadores da CLT, dos Servidores Públicos e da maioria da população, o que exige uma resposta da população brasileira nas ruas contra o Governo Golpista de Michel Temer.

VENHAM CONOSCO LUTAR PELA MANUTENÇÃO DOS DIREITOS DE APOSENTADORIA DA MAIORIA DA POPULAÇÃO. APOIEM A LUTA EM SEUS ESTADOS E MUNICIPIOS. SÓ A LUTA ASSEGURA DIREITOS!

Direção Executiva da CNTE
Março de 2017.

Deixe seu comentário

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.