• Home  /
  • destaque   /
  • Governo do RS não se compromete a reajustar completivo do Piso do Magistério: ‘irá avaliar impacto’

Governo do RS não se compromete a reajustar completivo do Piso do Magistério: ‘irá avaliar impacto’

Mesmo com o anúncio oficial do Ministério da Educação sobre o reajuste do Piso Nacional do Magistério em 7,64% (acima da inflação de 6,29%), chegando assim ao valor de R$ 2.298,80 para professores com jornada de 40 horas, o governo Sartori não garante o reajuste aos educadores gaúchos. No mesmo dia, a secretaria de Educação (Seduc) do Rio Grande do Sul emitiu nota dizendo apenas que a Secretaria da Fazenda (Sefaz) irá “fazer uma avaliação da repercussão financeira”. Mais um sinal de desrespeito deste governo que, mês após mês, parcela os salários dos educadores e dividiu o pagamento do 13º em 12 vezes.

Ao fazer o anúncio, o ministro da Educação, Mendonça Filho, afirmou que “o professor que tem carga horária mínima de 40 horas semanais e formação em nível médio (modalidade curso normal) não pode receber menos do que esse valor”.

No Rio Grande do Sul, porém, o piso nacional nunca foi adotado como base para o pagamento de salários de todo o magistério. Para evitar que professores ganhem abaixo do valor nacional, foi criado, em 2012, uma política de pagamento completivo para que ninguém receba abaixo do piso nacional. Atualmente, 31.825 professores gaúchos têm salários menores do que o piso nacional e recebem o completivo.

“Aqui no Rio Grande do Sul, o governo, além de não pagar o Piso, deu zero de reajuste à categoria. Aumentou o ICMS com o falso discurso de que seria para aliviar a crise financeira do Estado, porém continua a parcelar o salário dos servidores. Não há limites para o desrespeito do governador Sartori contra os educadores. Continuaremos firmes em nossa luta pela valorização da nossa categoria, até que todos os direitos sejam respeitados”, destaca a presidente do CPERS, Helenir Aguiar Schürer.

 

 

Fonte: Sul 21

 

Deixe seu comentário

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.