• Home  /
  • destaque   /
  • Força da mobilização dos educadores e demais servidores impede votação da PEC 261

Força da mobilização dos educadores e demais servidores impede votação da PEC 261

Mais uma vez, o governo Sartori sofreu uma derrota na aprovação de seu pacote de maldades na Assembleia Legislativa. Nesta terça-feira (13), durante votação na Assembleia Legislativa, não houve quórum necessário para a votação da PEC 261, a qual altera o artigo 37 da Constituição, extinguindo o “tempo fictício”, ou seja, a possibilidade de um professor importar benefícios no caso de ter trabalhado em outra rede de educação – como os municípios, por exemplo, para triênio e gratificação. Isso só foi possível devido a forte mobilização da categoria e demais servidores.
Pela manhã, os educadores visitaram os gabinetes dos deputados exigindo o voto contrário as PECs que retiram direitos do funcionalismo público. Ao mesmo tempo, professores e funcionários reforçavam a mobilização através de pressão na Praça da Matriz.
A presidente do CPERS, Helenir Aguiar Schürer, destaca a importância da resistência da categoria e convoca a todos (as) educadores (as) a reforçarem a vigília na próxima terça-feira, dia 20. “Hoje presenciamos manobras vergonhosas do governo para fazer com que os deputados votassem contra os nossos direitos. Mas nossa mobilização, indo de gabinete em gabinete, deu resultado e impedimos, mais uma vez, a votação da PEC 261. Precisamos continuar atentos e mobilizados. Na próxima terça-feira temos que estar em massa na Praça da Matriz para enterrar de vez este projeto”, afirmou.

Fotos: Carol Ferraz

Deixe seu comentário

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.