• Home  /
  • destaque   /
  • Educadores e estudantes protestam contra a BNCC do Ensino Médio em Dia D proposto pelo governo federal

Educadores e estudantes protestam contra a BNCC do Ensino Médio em Dia D proposto pelo governo federal

Atendendo ao chamado do CPERS e da Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação – CNTE, educadores (as) de diversas regiões do estado realizaram atos de repúdio ao Dia D da Base Nacional Comum Curricular – BNCC, proposto pelo MEC, em conjunto com o Conselho Nacional de Secretários de Educação – Consed, para esta quinta-feira (02), em todo o país.

A BNCC é um instrumento criado pelo governo federal para operacionalizar a Reforma do Ensino Médio, aprovada por um governo sem legitimidade e que negou a oportunidade de debate ao encaminhar as mudanças ao Congresso na forma da Medida Provisória 746/2016.

Para fazer o enfrentamento necessário a tentativa autoritária do governo federal em aprovar a BNCC, o Sindicato orientou a categoria a realizar debates sobre as consequências das medidas previstas na proposta.

Entre os Núcleos que realizaram ações de repúdio à BNCC, está o de Rio Grande. Enquanto os educadores da EEEM Mascarenhas de Moraes reuniram-se para discutir a BNCC, os estudantes realizaram ato em frente à escola e entregaram panfletos sobre as consequências da reforma do Ensino Médio para a educação pública.

Já o 40º Núcleo – Palmeira das Missões, realizou debate entre os professores em sua sede, destacando a importância da categoria manter-se mobilizada e atenta para que a proposta seja revogada. A discussão sobre o tema foi transmitida ao vivo pela página do Facebook do Núcleo “Precisamos discutir essa Base, pois ela foi imposta. Queremos a revogação da BNCC, pois ela precisa ser construída junto com pais, alunos e professores. Do jeito que está coloca a educação como mercadoria, incentiva a privatização e possibilita a demissão em massa dos educadores. Faremos outros debates para trazer mais subsídios à categoria”, destacou o diretor do Núcleo, Joel da Silva Oliveira.

Em Porto Alegre, educadores (as) do Ensino Médio da escola Emilio Massot, realizaram um amplo debate sobre a BNCC. Na ocasião, foi aprovada uma carta que exige a rejeição à BNCC e a revogação da Reforma do Ensino Médio, a ser enviada ao Ministério da Educação e ao Conselho Nacional de Educação (CNE).

O CPERS e a CNTE seguem na luta pela revogação da BNCC.

 

Deixe seu comentário