• Home  /
  • destaque   /
  • Dez filmes para debater o fascismo em sala de aula

Dez filmes para debater o fascismo em sala de aula

Conforme definido no Conselho Geral do CPERS realizado no último dia 11, o Sindicato disponibiliza a sugestão de alguns filmes e música que abordam as temáticas do fascismo e do autoritarismo, bem como das lutas em defesa da democracia, para provocar reflexões em sala de aula.  Confira:

 

A onda
Rainer é um professor a quem foi designada a tarefa de instruir seus estudantes de Ensino Médio sobre o Estado Autocrático durante uma sessão às lições longas. Um professor favorito entre as crianças, Rainer decide deixar seus alunos desenvolver o assunto e pede a eles que construam sua própria autocracia. No entanto, quando as crianças formam um Estado-nação similar com o da Alemanha nazista, os professores não sabem o que fazer.

As Sufragistas
O início da luta do movimento feminista e os métodos incomuns de batalha. A história das mulheres que enfrentaram seus limites na luta por igualdade e pelo direito de voto. Elas resistiam à opressão de forma passiva, mas, a partir do momento em que começaram a sofrer uma crescente agressão da polícia, decidiram se rebelar publicamente.

Olga
Berlim, início do século XX. Olga Benário (Camila Morgado) é uma jovem judia alemã. Militante comunista, é perseguida pela polícia e foge para Moscou, onde recebe treinamento militar e é encarregada de acompanhar Luís Carlos Prestes (Caco Ciocler) de volta ao Brasil. Na viagem, enquanto planejam a Intentona Comunista contra o presidente Getúlio Vargas, os dois acabam apaixonando-se. Parceiros na vida e na política, Olga e Prestes terão de lutar pelo amor, pelo comunismo e, principalmente, pela sobrevivência.

Diários de Motocicleta
Antes de começar seu último semestre de Medicina, Ernesto “Che” Guevara (Gael García Bernal) viaja com seu amigo Alberto Granado (Rodrigo De la Serna) do Brasil ao Peru de motocicleta. Os dois veem de perto as disparidades da América do Sul, encontrando camponeses pobres e observando a exploração do trabalho por industrialistas ricos. Ao chegar em uma colônia de leprosos no Peru, Ernesto percebe que seus valores haviam mudado.

Já vimos esse filme
Marcado na história do Brasil de forma ainda contraditória, o dia 17 de abril de 2016 tornou-se nacionalmente famoso como a data da aprovação do impeachment da presidente Dilma Rousseff. No entanto, quanto mais o tempo passa, mais a situação atual assemelha-se com as de eventos ocorridos em 1954, com Getúlio Vargas, e em 1964, com João Goulart: as diferenças cruciais vão desde as influências das novas mídias sociais até a crescente divisão social no país.

Amém
Um oficial do Terceiro Reich que trabalhou na elaboração de um gás mortífero – desenvolvido para a matança de animais, mas usado para exterminar milhares de judeus – se revolta com o que vê e tenta informar os Aliados.

V de Vingança
Após uma guerra mundial, a Inglaterra é ocupada por um governo fascista e vive sob um regime totalitário. Na luta pela liberdade, um vigilante, conhecido apenas por V, utiliza-se de táticas terroristas para enfrentar os opressores da sociedade. V salva uma jovem chamada Evey da polícia secreta e encontra nela uma nova aliada em busca da liberdade e justiça para o seu país.

Ele está de volta
As coisas mudaram: não há mais Eva Braun, nem partido nazista, nem guerra. Hitler mal pode identificar sua amada pátria, infestada de imigrantes e governada por uma mulher. As pessoas, claro, o reconhecem — como um imitador talentoso que se recusa a sair do personagem.
Até que o impensável acontece: o discurso de Hitler torna-se um viral, um campeão de audiência no YouTube, ele ganha o próprio programa de televisão e todos querem ouvi-lo. Tudo isso enquanto tenta convencer as pessoas de que sim, ele é realmente quem diz ser, e, sim, ele quer mesmo dizer o que está dizendo.

Tempos Modernos
O icónico Vagabundo está empregado em uma fábrica, onde as máquinas inevitável e completamente o dominam e vários percalços o levam para a prisão. Entre suas passagens pela prisão, ele conhece e faz amizade com uma garota órfã. Ambos, juntos e separados, tentam lidar com as dificuldades da vida moderna, o Vagabundo trabalhando como garçom e, eventualmente, um artista.

Os meninos do Brasil
O ensandecido médico Joseph Mengele (Gregory Peck), que fez milhares de experiências genéticas com judeus (inclusive crianças), vive no Paraguai e planeja o nascimento do 4º Reich. Para obter tal objetivo, utiliza várias mães de aluguel em uma clínica brasileira para fazer 94 clones de Hitler quando ele era um garoto, e enviá-los para serem adotados em diversos paises. Mas isto não basta, pois diversas variáveis necessitam serem criadas para traçar o perfil psicológico de Hitler. Entretanto Ezra Lieberman (Laurence Olivier), um judeu que é um caçador de nazistas, descobre a trama e tenta impedir que tal plano se concretize.

Extra:
Clipe da música The Wall, Pink Floyd

Letra da música:

O papai voou pelo oceano
Deixando apenas uma memória
Foto instantânea no álbum de família
Papai, o que mais você deixou para mim?
Papai, o que você deixou para mim?
Tudo era apenas um tijolo no muro
Tudo era apenas um tijolo no muro

“Você! Sim, você atrás das bicicletas, parada aí, garoto! ”
Quando crescemos e fomos à escola
Havia certos professores que
Machucariam as crianças da forma que eles pudessem

(oof!)

Despejando escárnio
Sobre tudo o que fazíamos
E os expondo todas as nossas fraquezas
Mesmo que escondidas pelas crianças
Mas na cidade era bem sabido
Que quando eles chegavam em casa
Suas esposas, gordas psicopatas, batiam neles
Quase até a morte

Não precisamos de nenhuma educação
Não precisamos de controle mental
Chega de humor negro na sala de aula
Professores, deixem as crianças em paz
Ei! Professores! Deixem essas crianças em paz!
No fim das contas, era apenas outro tijolo no muro
Todos são somente tijolos na parede

Não precisamos de nenhuma educação
Não precisamos de controle mental
Chega de humor negro na sala de aula
Professores, deixem as crianças em paz
Ei! Professores! Deixem nós crianças em paz!
No fim das contas, era apenas outro tijolo no muro
Todos são somente tijolos na parede

“Errado, faça de novo! ”
“Se não comer sua carne, você não ganha pudim
Como você pode ganhar pudim se não comer sua carne? ”
“Você! Sim, você atrás das bicicletas, parada aí, garota! “

Eu não preciso de braços ao meu redor
E eu não preciso de drogas para me acalmar
Eu vi os escritos no muro
Não pense que preciso de algo, absolutamente
Não! Não pense que eu preciso de alguma coisa afinal
Tudo era apenas um tijolo no muro
Todos são somente tijolos na parede

 

Deixe seu comentário