• Home  /
  • destaque   /
  • Caso desnuda o falso discurso sobre a eficiência de empresas privadas frente ao Estado.

Caso desnuda o falso discurso sobre a eficiência de empresas privadas frente ao Estado.

A denúncia realizada por médicos e enfermeiros da Unidade Básica de Saúde (UBS) Bom Jesus, em Pelotas, trouxe à tona uma grave suspeita: os exames para detectar o câncer de colo de útero, realizados por um laboratório conveniado com a prefeitura, sob a gestão do PSDB, eram realizados por amostragem.

No documento, os profissionais alertam que entre 2014 e 2017 não foram registrados resultados positivos nos exames realizados em pacientes que procuraram a UBS. A Secretaria Municipal da Saúde foi alertada sobre a situação ainda em julho de 2017, como comprova um memorando.

Os exames coletados na UBS eram encaminhados a um laboratório que mantém contrato há mais de 20 anos com a prefeitura de Pelotas. No documento assinado pelos médicos e enfermeiros, há destaque para o caso de uma paciente que realizou duas coletas, em 2015 e 2017, e os exames apresentaram resultado normal. A paciente foi diagnosticada apenas com uma lesão e encaminhada a um ginecologista do Centro de Especialidades, que constatou um carcinoma epidermóide invasor de colo uterino, um tipo de câncer de colo de útero.

O caso desnuda o falso discurso sobre a eficiência de empresas privadas frente ao Estado.

O CPERS expõe sua extrema preocupação com a saúde das educadoras que residem em Pelotas e região, diante desta grave denúncia. Muitas mulheres podem ter morrido por causa desta fraude. Não podemos admitir esse descaso absurdo!

Consideramos fundamental que a prefeitura de Pelotas organize imediatamente um mutirão para a realização dos exames pré-câncer, com outro laboratório, em todas as mulheres. O que está em risco é a vida!

Por isso, exigimos que as autoridades sejam ágeis na apuração dos fatos e, assim que comprovados, a punição rigorosa de todos os envolvidos!

#pelasaudedasmulheres

Deixe seu comentário