22 DE SETEMBRO

O Comando de Greve parabeniza a todos e todas que participaram das Caravana das Plenárias Macro Regionais de Mobilização, e avalia como sucesso a mobilização em todos os Núcleos sede. Tivemos plenárias, caminhadas, panfleteação, visitas às escolas e atos.
Por onde a Caravana passou recebeu o apoio e carinho da população, nossos estudantes, pais, e a comunidade escolar vieram conosco em mais um ato que defende e luta pela educação pública gaúcha.

Segundo dia da Caravana do CPERS reúne milhares de educadores para denunciar os ataques de Sartori
Nesta sexta-feira (22), foi a vez dos Núcleos de Porto Alegre, São Leopoldo, Caxias do Sul, Passo Fundo e Santa Rosa receberem a Caravana do CPERS. Em todas os municípios, foram realizadas plenárias que reuniram educadores, pais, estudantes e a comunidade escolar para fazer um amplo debate sobre o descaso do governo Sartori com os educadores e a educação pública. Em todos os Núcleos, os educadores reafirmaram a Greve da categoria, que iniciou no dia 5 de agosto, já está com mais de 70% de adesão em todo Rio Grande do Sul e segue crescendo.  http://bit.ly/plenárias

Agenda de Atos na semana:
Ato Público Estadual da Greve nesta terça-feira, dia 26
O Comando de Greve do CPERS convoca todos professores (as) e funcionários (as) de escola para o Ato Público Estadual da Greve, nesta terça-feira (26). A concentração será às 8h em frente à sede do Tribunal de Justiça (Av. Borges de Medeiros, 1565, Praia de Belas), em Porto Alegre. O ato tem o objetivo de cobrar o cumprimento da liminar pelo não parcelamento dos salários e pelo pagamento do Piso Salarial Nacional.
Logo após, haverá caminhada até a Praça da Matriz, para Ato em frente ao Palácio do Piratini, com o objetivo de pressionar os deputados a votarem contra o PL 148, que acaba com a cedência para os sindicatos, e as PECs que atacam os direitos dos servidores públicos.

Assembleia Geral 
O Comando de Greve convoca todos educadores para a Assembleia Geral de mobilização, no dia 29, às 8h30, no Gigantinho. Logo após a Assembleia, será realizado Ato Público com o Movimento Unificado dos Servidores (MUS) e a comunidade escolar.  http://bit.ly/convoca-dia29

Mobilizações pelo Estado:
1º Núcleo – Educadores e educadoras realizaram Caminhada Luminosa, na noite desta quinta-feira (21). A mobilização contou com participação de pais, estudantes, professores e funcionários de escola. Pelas principais ruas de Caxias do Sul os trabalhadores em educação denunciaram o governo Sartori e o descaso com a categoria. E na manhã desta sexta-feira (22), o núcleo realizou reunião do Comando de Greve Regional contando com a presença do Comando de Greve Estadual.

5º Núcleo – Nesta quinta-feira (21) educadores Montenegro realizaram Plenária envolvendo representantes de diversas escolas que abrangem o 5º Núcleo. Durante a Plenária foram expostos os motivos pelos quais professores e funcionários de escola estão em greve desde o dia 5 de setembro. O 2º vice-presidente do CPERS, Edson Garcia participou da atividade.

7º Núcleo – Nesta sexta-feira duas escolas indígenas de Água Santa pararam as atividades hoje e fecharam as estradas. Em Ronda Alta também estão fechando estradas e as escolas estão parando, todas com o mesmo objetivo protestar contra o governo Sartori.

14º Núcleo – Nesta sexta-feira (22) educadores de São Leopoldo realizaram Ato em frente à Escola Visconde, na cidade. A mobilização foi contra congelamento e parcelamento de salários de professores e funcionários de escola.

24º Núcleo – Na noite desta quinta-feira (21), ocorreu Plenária na Escola Marechal Rondon, em Pelotas. O encontro foi chamado pelos pais dos estudantes. Durante a Plenária a diretora do CPERS, Sônia Solange Vianna e o diretor do 24º núcleo, Mauro Rogério Amaral esclareceram os reais motivos da greve da categoria. E os pais mostraram todo o apoio e solidariedade, “Não importa se ano letivo vai terminar neste ano, mas que os educadores precisam resistir por dignidade”, afirmou uma mãe.


26º Núcleo –  Os professores estaduais dos municípios de Planalto, Trindade Do Sul, Nonoai, Alpestre e Ametista do Sul, juntamente com a população indígena, interditaram as rodovias RS 406 e RS 324, no trevo da comunidade de Linha São José em Nonoai nesta sexta-feira (22) das 8h às 16h. O bloqueio ocorreu em protesto ao não pagamento em dia do salário dos professores, também para que não haja aprovação das PECs que retiram direitos adquiridos com luta e trabalho. O ato contou com a participação da população em geral, em uma caminhada pelo município de Planalto as 8h.

 

 

 

 

 

 

Notícias Relacionadas

Deixe seu comentário

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.